13 de set. de 2017

ARCOS DE VALDEVEZ

SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CINEMA DOCUMENTAL “DOC’S KINGDOM” 2017 ENCERRA COM BALANÇO MUITO POSITIVO 



María Joâo Brito / Arcos de Valdevez

 Teve lugar no passado dia 7 de setembro, no Auditório da Casa das Artes de Arcos de Valdevez, o encerramento da edição 2017 do Seminário internacional de cinema documental “Doc’sKingdom”, que pela terceira vez consecutiva ocorreu em Arcos de Valdevez. 

 Durante cinco dias, mais de uma centena de participantes provenientes de 17 nacionalidades diferentes, incluindo Argentina, Austrália, Estados Unidos, Líbano e México, diversos realizadores internacionais e 6 jovens artistas portugueses bolseiros, debateram, refletiram e perspetivaram a realidade do filme documental mundial, num programa que incluiu 35 apresentações, compreendendo curtas e longas-metragens, performances e atividades em grupo, naquele que é considerado um dos mais importantes fóruns do seu género em toda a Europa, este ano sob o tema “Emergir no Conflito”. 

A sessão contou também com a apresentação do filme/documentário “Arcos de Valdevez Onde Portugal se Fez”, realizado por Martins Dale, um projeto apoiado pelo Município arcuense

 O evento de encerramento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal arcuense João Manuel Esteves, que teve oportunidade de referenciar a importância do certame  em termos nacionais e internacionais, como encontro único e fundamental sobre o documentário, referenciando também a validade das suas temáticas, nomeadamente do ambiente, para as novas gerações; o edil referiu de igual modo a ligação do Seminário a um dos maiores eventos de cinema português e fora de fronteiras, o “Doc Lisboa”, uma vez que é a APORDOC que realiza ambos os certames, sendo que será cada vez mais estreita a relação daí firmada; João Manuel Esteves referiu ainda a intenção do “Doc’sKigdom” ser, já durante este ano letivo, um motor de criatividade e parceria com a comunidade escolar local e regional, através da realização de encontros e projetos de conhecimento e produção de conteúdos documentais sobre as temáticas do evento, assumindo assim a própria identidade do concelho, que tem na Natureza e na História, alguns dos seus pontos mais fortes de contacto. 

 A sessão contou também com a apresentação do filme/documentário “Arcos de Valdevez Onde Portugal se Fez”, realizado por Martins Dale, um projeto apoiado pelo Município arcuense, e que durante 20 minutos faz uma visita fulgurante e bela pela identidade e pelo território natural e patrimonial de Arcos de Valdevez.

Ningún comentario: